quarta-feira, 2 de junho de 2010

Theodorico Bezerra: Imperador do Sertão e último dos Coronéis Nordestinos.



Falecido em 04 de setembro de 1994, aos 93 anos, o Major Teodorico Bezerra foi um dos mais importantes líderes políticos do sertão potiguar durante muito tempo, foi deputado federal e presidente do PSD. Gostava de se hospedar no Grande Hotel, em Natal, porém passava a maior parte do tempo na Fazenda Irapuru, no município de Tangará.
Era dono dos veículos de comunicação rádio Trairy e Jornal do Comércio, a primeira funcionando no Grande Ponto (esquina da Praça Kennedy) e o jornal na Ribeira, esquina com o hotel. Na rádio só fazia uma exigência: que a programação fosse aberta, apresentando o canto de pássaros (havia um LP especial que gorjeava diariamente durante meia hora) e no jornal a cobertura aos amigos e correligionários pessedistas.
Um dos maiores coronéis da política potiguar, Teodorico Bezerra ainda deixou grande parte da vida gravada em filme, através do vídeo “Teodorico, o Imperador do Sertão”, produção do Globo Repórter de 1978, com a duração de 48 minutos. Há também os livros contando parte de sua história: “Resgate da memória política”, de João Batista Machado e “Dicionário Político do RN Contemporâneo”, de François Silvestre.
O documentário foi dirigido pelo cineasta Eduardo Coutinho. Todo narrado pelo próprio coronel Teodorico Bezerra, o filme é uma espécie de auto retrato da elite nordestina, com seus cacoetes ingênuos de poder e suas manias de grandeza. O coronel Teodorico Bezerra conta suas manias, seus jogos de poder, seus modos de controle.
Autoritário, o Major Teodorico mostra com orgulho suas ferramentas de controle econômico e político, disserta sobre a importância do voto de cabresto, revela jogadas políticas para melhorar as condições de suas terras. Nas poucas entrevistas com trabalhadores rurais, o Major pergunta: “Você acha que existe lugar melhor para se viver do que aqui?” O empregado responde, "Não, claro que não coroné".

Texto: Blog Grande Ponto www.grandeponto.blogspot.com Jornalista Alex Gurgel
Foto: Internet

Quando possuía escritório no bairro da ribeira, avistei inúmeras vezes o Major Theodorico Bezerra já doente, andando pelo bairro, auxiliado por um de seus funcionários, como que querendo reviver seu passado glorioso no Grande Hotel e na Ribeira velha de guerra.
É dele a máxima: "Acordar cedo, falar pouco e andar ligeiro"

Texto Final: João Bryto

Um comentário:

  1. Bom saber que ainda se lembram do grande Majó Theodorico!

    ResponderExcluir